SEENS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
+55 (41) 3151-9551

8 dicas para você melhorar o sinal de sua rede Wi-Fi

O Olhar Digital separou 8 dicas para você deixar o sinal Wi-Fi de sua rede mais potente em casa. Confira o que fazer!

Ao estar trabalhando de casa é quase inevitável que você acabe utilizando uma rede Wi-Fi em seu celular ou notebook para se conectar à internet. Apesar da comodidade oferecida pelo Wi-Fi de não ter que usar nenhum fio, a verdade é que muitas vezes você pode enfrentar alguns problemas de instabilidade com o seu sinal.

Por outro lado, felizmente, existe uma série de dicas que podem ser utilizadas para melhorar a qualidade do seu sinal Wi-Fi em casa. Assim, o Olhar Digital separou algumas das principais técnicas para você melhorar o seu sinal Wi-Fi.

Como verificar a velocidade de sua conexão

Ao utilizar o celular ou o notebook um pouco mais distante de seu roteador, a velocidade dele geralmente fica abaixo do máximo que a sua conexão fornece. A primeira dica de nossa matéria não ajuda a melhorar o sinal, mas é uma boa técnica para fazer a medição de velocidade dele e saber ele está ou não oscilando.

Para realizar tal tarefa, a melhor opção é recorrer a aplicativos ou sites que devem ser executados em seu PC ou celular quando conectados ao Wi-Fi. A nossa recomendação fica para esses dois serviços:

Encontrar o melhor local para o roteador

Como foi explicado acima, quanto mais longe você está de seu roteador, maior a possibilidade de você ter um sinal pior e consequentemente uma velocidade mais baixa. Assim, antes de ligar e conectar o seu roteador a internet, você deve procurar deixá-lo ao menos em um local próximo de onde você passar a maior parte de seu tempo.

Aqui, vale lembrar, é sempre bom evitar deixar o roteador perto de outros equipamentos que possam trabalhar na mesma frequência que ele. Então, procure mantê-lo longe de itens como micro-ondas, telefones sem fio. Além destes itens, também é bom evitar deixá-lo perto de lugares com muito encanamento, geladeiras, micro-ondas e até paredes grossas, que dificultam a passagem do sinal.

Encontrar o lugar com o melhor sinal

Além da tarefa acima, é claro, você também pode realizar o processo inverso, ou seja, o local onde o sinal está funcionando melhor. Para isso, não basta olhar apenas as barras do sinal Wi-Fi no seu notebook ou celular, mas você pode recorrer a um app como o Cloudcheck, que está disponível para Android e iOS (sistema do iPhone).

Para obter mais informações de como este aplicativo funciona e encontrar o local com o melhor sinal em sua casa, acesse este tutorial do Olhar Digital para descobrir onde o Wi-Fi pega bem em sua casa.

Utilizar o melhor canal

Todas as redes Wi-Fi dependem de um canal para funcionar, que na prática, não aparece para os usuários que já estão conectados. Entretanto, selecionar um canal menos congestionado para a sua rede Wi-Fi é uma prática para evitar que ela fique sujeita a interferências.

Assim, o que você pode acabar fazendo é utilizar o seu celular para descobrir qual o melhor canal para a sua rede. Neste tutorial do Olhar Digital, você confere como encontrar o melhor sinal Wi-Fi e como configurá-lo em seu roteador.

Para serviços pesados opte por uma rede de 5GHz

A maioria dos roteadores atuais possuem suporte a redes dual band, que dizem respeito a frequência em que seu sinal Wi-Fi trabalhará. Enquanto as redes 2.4 GHz possuem um alcance maior, as redes 5 GHz estão perdem menos pacotes, estão sujeitas a menos interferências e oferecem uma velocidade melhor, mas o alcance de seu sinal é menor.

Para você saber como configurar uma rede Wi-Fi 5 GHz, acesse este tutorial do Olhar Digital.

Escolhendo o roteador certo para você

Se as dicas acima não deixaram o seu sinal Wi-Fi ainda da forma desejada e você está considerando trocar o seu roteador, é importante fazer a escolha de um modelo que, é claro, atenda suas necessidades. Para isso, veja este guia do Olhar Digital, que lhe explica a quais informações você precisa estar atento na hora de comprar um roteador.

Utilizando um roteador Mesh

Outra alternativa interessante para quem possui uma casa grande ou precisa ter uma ampla cobertura de sinal acaba sendo fazer o uso de um roteador Mesh. Explicando de forma bem simples, você posiciona este dispositivo em diversas partes de sua casa para que ele “replique” a rede Wi-Fi pelos ambientes.

O Olhar Digital já fez o review de um produto desse tipo e, por lá, você pode conferir mais informações de como eles funcionam.

Utilizando outros repetidores de sinal

Apesar da tecnologia Mesh ser mais recente e recomendada para ambientes grandes, é claro, existem outras soluções, que podem lhe ajudar a ter um bom sinal. Um exemplo, acaba sendo para os repetidores de sinal Wi-Fi e o Powerline, que também estendem o sinal Wi-Fi. O último, inclusive, faz uso da rede elétrica para isso e é uma boa opção para quem não quer muitos cabos espalhados pela casa.

Já quem tem algum roteador mais antigo sobrando também pode fazê-lo funcionar no modo Bridge para aumentar o sinal de seu Wi-Fi.

 

Fonte: https://olhardigital.com.br/