SEENS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
+55 (41) 3151-9551

Cadastros falsos para vacinação roubam dados das vítimas; saiba se proteger

Os cibercriminosos se aproveitam dos assuntos em alta para aplicar golpes.

Rovena Rosa/Agência Brasil

Cibercriminosos têm se aproveitado dos cadastros oficiais para a vacinação contra a Covid-19 para criar sites falsos e roubar dados das vítimas. Em mensagens que circulam nas redes sociais, eles divulgam links para esses endereços.

A ameaça foi descoberta pela empresa de cibersegurança Kaspersky, que encontrou diversos sites que simulam um pré-cadastro para a vacinação. Neles, os internautas são impulsionados a preencherem seus dados , que são roubados.

“Sempre que há um tema crítico e que desperta atenção, o cibercrime rapidamente busca alternativas para tirar proveito deles. Vimos isso no começo da pandemia, quando houve uma corrida por máscaras e álcool-gel, e vemos o mesmo sendo feito no momento das vacinas”, comenta Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky.

Um dos sites encontrados pelos especialistas pedia para a vítima colocar um e-mail e uma senha . “Como muitas pessoas costumam utilizar a mesma senha para várias contas, os criminosos podem invadir uma série de outros serviços por meio desses dados”, diz Fabio.

Como se proteger

Para evitar cair em golpes como esses, a dica é não clicar em links recebidos pelas redes sociais ou mensageiros como o WhatsApp . Na dúvida, o melhor é acessar os canais oficiais da secretaria de saúde de seu estado ou município.

“Alguns estados, como São Paulo, criaram páginas de cadastro para a vacina, que no momento, estão sendo aplicadas apenas com profissionais da saúde e grupos de risco. Ainda assim, desconfie de qualquer endereço que seja enviado por meio de correntes em redes sociais. Por precaução, procure as páginas dos órgãos oficiais e se informe corretamente por lá”, completa Assolini.

Fonte: https://tecnologia.ig.com.br/2021-01-22/cadastros-falsos-para-vacinacao-roubam-dados-das-vitimas-saiba-se-proteger.html