SEENS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
+55 (41) 3151-9551

Como remover uma atualização problemática do Windows 10

Antes de apelar para a formatação do PC por alguma atualização indesejada do Windows, veja aqui alguns métodos que podem poupá-lo deste trabalho

Windows 10 recebe constantemente atualizações pela internet para ganhar novos recursos e correções de segurança importantes para seus usuários. Apesar da boa intenção, a Microsoft errou em algumas atualizações recentemente, que causaram verdadeiras dores de cabeça para seus usuários com telas azuis da morte, lentidões inesperadas e outros problemas.

Para solucionar esta situação, muitas vezes as pessoas já pensam logo em formatar o seu computador, mas não é necessário tomar tal atitude, pois é possível contornar esse tipo de situação com algumas ferramentas do próprio Windows. A seguir, veja como corrigir problemas causados pela atualização do Windows 10.

Importante

Antes de realizar qualquer procedimento listado abaixo, caso o seu computador ainda esteja ligando e entrando no sistema, nós recomendamos que você faça um backup de seus arquivos. Se isso não for possível, é claro, você pode recorrer, por exemplo, a uma distribuição Linux para recuperá-los.

Lembre-se também que as atualizações do Windows contêm correções importantes. Portanto, somente desinstale uma de suas atualizações se for realmente necessário.

Remova a atualização do computador

Caso o seu computador ainda inicie após ter um problema com uma atualização do Windows, o processo mais recomendado a ser feito é remover os últimos patches, que foram instalados. Para isso, basta seguir este passo a passo:

1. Aperte junto as teclas “Win + i” para acessar as “Configurações” do Windows 10;

2. Na janela aberta, clique em “Atualização e segurança”;

3. Na nova tela, clique em “Exibir histórico de atualização”;

4. Então, clique em “Desinstalar atualizações”;

5. Selecione a atualização desejada e clique em “Desinstalar”. Nesta tela, inclusive, você pode ver a ordem cronológica das atualizações para encontrar o patch mais recente com facilidade;

6. Aguarde o processo ser concluído e reinicie o computador.

Caso você não consiga iniciar o seu computador do modo convencional, tente apertar a tecla “F8” durante a sua inicialização para acessar o modo de segurança do Windows 10. Então, faça o processo descrito acima.

Removendo a atualização via linha de comando

Em alguns casos mais específicos, pode ser que você não consiga utilizar o Windows 10 para chegar até a tela mencionada com o processo acima. Assim, outra forma de remover uma atualização do Windows 10 é utilizando linhas de comando. Para isso, siga estes passos:

1. Abra o “Prompt de comando” como administrador pelo menu Iniciar do Windows 10;

2. Para ver a lista de atualizações instaladas, utilize o comando: wmic qfe list brief /format:table;

3. Agora, utilize esse comando para remover uma atualização: wusa /uninstall /kb:HotFixID. O “HotFixID” deve ser substituído pelo número da atualização;

4. Reinicie o computador.

Este procedimento nós só recomendamos caso o processo via interface gráfica acabe não funcionando como deveria.

Utilize um ponto de restauração

Além dos processos descritos acima, se apenas desinstalar uma atualização não resolveu o seu problema, você pode recorrer ao ponto de restauração do Windows. No caso, esse “ponto de restauração” é criado de forma automática no sistema da Microsoft e faz com que configurações e mudanças no sistema sejam revertidas para uma data em que ele estava funcionando. Veja como usar este recurso:

1. No menu Iniciar do Windows 10, procure por “Criar ponto de restauração”;

2. Na janela que foi aberta, clique em “Restauração do Sistema”;

3. Agora, clique em “Avançar” e selecione um dos pontos de restauração disponíveis. Aqui, vale lembrar, é possível até mesmo encontrar o “Windows Update” na lista, ou seja, a atualização do Windows também é removida neste processo. Depois de ter selecionado um dos pontos, novamente, clique em “Avançar”;

4. Clique em “Concluir”.

A partir deste momento, o seu PC será reiniciado e o Windows começar a fazer a sua restauração. Esse processo quando não é realizado em um PC com um SSD pode demorar bastante.

Criar um disco de recuperação

Se você não conseguiu iniciar o PC de forma alguma para usar um destes recursos acima, outra opção consiste em criar um “Disco de recuperação”, que na verdade será um pendrive com algumas ferramentas para corrigir o Windows. Para fazer este processo, você precisará de outra máquina com o Windows 10. Veja o passo a passo:

1. Abra o “Painel de controle” e vá em “Sistema e segurança”;

2. Clique em “Segurança e Manutenção”;

3. Na nova página, clique em “Recuperação”;

4. Agora, clique em “Criar unidade de recuperação”;

5. Na mensagem que surge, clique em “Avançar”. Agora, coloque um pendrive e clique em “Avançar” mais uma vez. Aqui, vale notar, o pendrive será formatado pelo Windows;

6. Aguarde o processo ser concluído.

Após o ter completado o processo, você precisará fazer com que o seu PC dê prioridade de boot para o pendrive. O processo pode variar de acordo com a fabricantes, mas geralmente as BIOS podem ser acessadas com as teclas Del, F2, F8. Se preferir, a tecla para apenas alterar a unidade de boot geralmente é a F12.

Com o boot pelo pendrive feito, você terá acesso a uma tela com diversas opções de restauração. Inclusive, alguns dos procedimentos listados acima podem ser realizados com o auxílio deste disco de recuperação.

Pronto! Com essas dicas você já está pronto para reverter situações adversas no Windows 10 removendo uma de suas atualizações problemáticas.

via https://olhardigital.com.br/dicas_e_tutoriais