SEENS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
+55 (41) 3151-9551

Google Alerts: como criar alertas e monitorar assuntos com a ferramenta

Plataforma online permite acompanhar novos resultados na pesquisa do Google; saiba como criar um alerta para receber e-mails com novidades sobre temas monitorados

Por Raquel Freire, para o TechTudo

O Google Alerts é uma ferramenta que permite monitorar assuntos na Internet. Com ela, o usuário define temas de interesse e recebe e-mails quando novos resultados sobre o tópico surgem na pesquisa do Google. Assim, é possível usar a plataforma para acompanhar novos conteúdos sobre o trabalho, campo de estudo e até sobre si mesmo. O mecanismo é de uso gratuito e está disponível em versão web, bastando ter uma conta Google ativa para usá-lo. Aprenda, no tutorial abaixo, como criar alerta no Google Alerts.

Como criar um alerta no Google Alerts

Passo 1. Faça login na conta Google e acesse a página de Alertas (google.com/alerts). A ferramenta vai sugerir seu nome e endereço de e-mail como assuntos de interesse. Se quiser adicionar um alerta sobre esses tópicos, basta clicar no ícone de “+”;

Passo 2. Para criar um alerta sobre outro tema, digite o assunto que você quer monitorar no campo de pesquisa. Clique sobre o botão “Criar alerta”;

Passo 3. Agora clique sobre o ícone de caneta para editar o alerta do Google;

Passo 4. Defina a frequência com que você quer receber e-mails, o tipo de fonte do assunto, idioma, região e quantidade de resultados. Escolha ainda o endereço de e-mail onde quer receber os alertas e clique em “Atualizar alerta”;

Passo 5. Agora clique no ícone de configurações do alerta;

Passo 6. Em “hora do dia”, selecione a hora que você quer receber o e-mail com os alertas do Google. Altere a frequência de envio dos alertas, se desejar, e pressione “Salvar”;

Passo 7. Pronto. Você configurou um alerta para monitorar um assunto no Google de acordo com as suas necessidades. Repita o procedimento acima para criar avisos sobre tópicos diversos. Para excluir um alerta, basta clicar no ícone de lixeira.

via techtudo.com.br