SEENS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
+55 (41) 3151-9551

Qual é o melhor antivírus para o seu PC? Nós testamos e comparamos

Imagem relacionada

Colocamos estas suítes de segurança para o Windows 10 lado a lado. São elas: Avast Free Antivirus; Kaspersky Internet Security; Microsoft Windows Defender; Comodo Internet Security e ESET Internet Security.

Para fazer a comparação destes programas, nós fizemos a instalação deles de forma individual em um mesmo PC para uma análise minuciosa, que conta até com uma coleção particular e atualizada de pragas e malwares para os testes de detecção. Como complemento para a nossa comparação, também usamos estudos e análises feitas por institutos independentes como o AV-Comparative e o AV-Test Institute. E, por último, mas não menos importante, também acessamos sites maliciosos reconhecidos pelo PhishTank e exploits famosos do Wicar para garantir que o antivírus também consiga oferecer proteção na hora de navegar na internet.

Interface

Para o primeiro quesito, nós avaliamos o design dos aplicativos, buscando saber qual o antivírus tem a melhor interface, sendo esta intuitiva e de fácil utilização. Assim, o princípio adotado aqui, é que todo antivírus deve ter suas funções bem explícitas na tela, sem fazer seu usuário ter que entrar em menus complexos ou ter que pesquisar sobre o que faz determinada função. Começando com o Windows Defender e o Comodo, estas soluções foram as piores deste quesito. O Windows Defender acaba fornecendo um número grande de infomações, que não ajudam ou são desnecessárias para um usuário comum. Enquanto isto, o Comodo não traz ícones claros e o número execessivo de funções dispostas em um mesmo local é capaz confundir usuários, que não tenham experiência com este tipo de programa. Em uma situação um pouco melhor está o ESET, que apesar de deixar os seus recursos em diferentes locais, ao menos explica de forma resumida qual é a função de cada um deles. Já o Kaspersky Internet Security e o Avast são os melhores deste quesito, trazendo ícones bem intuitivos e explicações mais claras de suas funções, o que lhe facilita a escolher o que deixar ou não ativado. Apesar da similiaridade entre as nossas duas úlitmas opções abordadas, o vencedor para nós no quesito de design ainda é o Avast, devido as cores adotadas e facilidade de acessar ou ativar os seus recursos, que contam com explicações logo em sua tela inicial.

Desempenho

Para o quesito de desempenho, a nossa análise tem como objetivo ver qual o impacto de cada antivírus no uso diário do PC, sem usar o gerenciador de tarefas para monitorar o consumo de recursos. Assim, foram feitos testes abrindo sites, programas e copiando arquivos para avaliar o impacto de velocidade em cada tarefa. Apesar de todas as soluções apresentarem um resultado bem similar, o Comodo foi o antivírus que mais trouxe lentidão ao sistema principalmente na hora de abrir programas e de iniciar o computador. Já o Windows Defender e o ESET ficaram em uma situação mais confortável, trazendo pequenas lentidões momentâneas, que não comprometeram a experiência de uso do PC. Por sua vez, o Avast trouxe uma experiência um pouco melhor, mas a instação de programas foi ligeiramente afetada por ele. Assim, quem venceu neste quesito foi o Kaspersky, que praticamente não trouxe impacto algum visível na performance do computador.

Consumo de recursos

Nós acabamos de ver o impacto de cada antivírus no desempenho da máquina no que diz respeito a lentidões causadas por eles. Agora, nós veremos uma parte um pouco mais técnica, que avaliará o quanto cada solução exige do computador em termos de memória, processador e até uso de disco. Para este quesito, o destaque negativo vai para o Windows Defender, que apesar de consumir pouca CPU foi o que apresentou números maiores de consumo de memória. Já o ESET e o Comodo trouxeram resultados bem parecidos com um alto consumo de disco visto principalmente na hora de serem iniciados junto com o Windows.  Assim, quem fica com o destaque são duas opções: o Avast e o Kaspersky, que assim como vimos na performance, foram realmente os dois antivírus que consumiram menos recursos da máquina.

Eficácia

Agora que alguns itens já foram avaliados, nós chegamos ao quesito de eficácia, que  é o principal ponto de um antivírus. Afinal, nós utilizamos eles para ficarmos protegidos enquanto usamos nossos PCs, certo? Neste teste, a gente compara a eficácia de cada antivírus tanto na detecção quanto na remoção de ameaças virtuais – e também na identificação de sites falsos e suspeitos. Felizmente, em nossos testes, nenhuma solução apresentou falhas na detecção das ameaças mais graves; o que é um ótimo sinal. Ou seja, com qualquer uma das cinco soluções comparadas neste Laboratório, sua máquina estará bem protegida. Com a ajuda da análise de órgãos independentes que testam exclusivamente essas soluções, o índice de eficácia de todos ficou muito próximo dos 100%; sendo que os únicos que ficam um pouquinho atrás são o ESET e o Windows Defender, que poderiam aprimorar principalmente a sua proteção para navegar na internet com mais segurança.

Extras

Para os nossos testes, nós avaliamos os antivírus em suas versões completas e o Avast em sua versão gratuita, como votado na enquete por vocês. Mas para deixamos tudo mais justo, para apenas este quesito de ferramentas extras, resolvemos avaliar o Avast em sua versão paga. Essas funções extras, na maioria dos casos podem não ser tão necessárias para a segurança do PC, mas geralmente adicionam alguns recursos interessantes.

O Kaspersky e o Windows Defender não trazem nada muito além do que um antivírus básico fornece, possuindo poucos recursos extras. Já o ESET é uma das únicas opções a contar com uma ferramenta anti-furto e ainda tem funções de controle parental para quem precisa deixar o computador ser utilizado por crianças com segurança. Já o primeiro lugar deste quesito fica dividido novamente, desta vez entre: Avast e Comodo. Ambas as soluções são as mais completas de nossa lista e procuram ir além do básico trazendo funções bem interessantes, como um firewall e uma Sandbox, onde você pode testar programas de procedência duvidosa sem expor dados e arquivos do seu sistema a eles.

Conclusão

Após alguns dias de testes, avaliações e comparações, o grande vencedor como melhor antivírus, na escolha do Olhar Digital, é a solução da Kaspersky. Sendo uma opção extremamente leve  e com uma proteção excelente. E, mesmo sem apresentar tantos recursos avançados, as suas ferramentas são mais do que o suficiente para manter seu computador seguro.

Em segundo lugar, com uma excelente qualidade e sendo bem efetivo, ficou o Avast. Mesmo na sua versão gratuita, as ferramentas que fazem a diferença para o dia-a-dia estão presentes e completamente funcionais. Não apenas isso, a interface do Avast realmente não deixa dúvidas no ar sobre o que o aplicativo está fazendo e dificilmente você cometerá algum erro ao manuseá-lo.

Em uma posição abaixo, a medalha de bronze vai para a solução do Comodo Internet Security. Apesar de ser um tanto pesado e, diga-se de passagem, demorar para instalar, esta solução oferece uma boa proteção. A sua interface, é verdade, não é amigável, mas quem já possui experiência com antivírus não deverá levar isto em conta como um contra.

Já as últimas duas opções de nossa lista, o Windows Defender e o ESET acabam com um empate na última colocação. A solução que vem com o Windows é um dos antivírus menos intuitivos, além de roubar muitos recursos da máquina para ficar em execução. Em compensação, o ESET, até tem uma interface melhor, mas também rouba muitos recursos e apresenta um pouco mais de falhas na hora de detectar ameaças.

Para manter o seu computador protegido, além destes antivírus abordados pelo Olhar Digital, existem outras soluções ótimas, mas estas foram as cinco ferramentas mais votadas que vocês escolheram para serem comparadas por nós a nossa comparação. Não custa lembrar que para um uso comum, qualquer uma destas cinco ferramentas lhe deixará bem protegido, mas se você usa outra opção ou tem uma opinião diferente, não deixe de usar o nosso espaço para compartilhar comentários e experiências com a galera

Fonte: https://olhardigital.com.br/