SEENS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
+55 (41) 3151-9551

Olimpíadas 2021: conheça os principais golpes cibernéticos

Após atraso de um ano, em razão da pandemia de Covid-19, os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 começaram oficialmente nesta sexta-feira (23). Embora o evento não conte com público no local este ano, algumas fraudes podem se aproveitar da situação de maneira inusitada.

Sem dúvida, a falta de público reduz os riscos – em termos de saúde e do ponto de vista de cibersegurança (no caso do roubo de dados com base nas vulnerabilidades de Wi-Fi público dos estádios).

No entanto, segundo a Kaspersky, empresa tecnológica especializada na produção de softwares de segurança para a Internet, isso não quer dizer que não exista interesse dos cibercriminosos pelo tema.

Para entender como as fraudes estão acontecendo, os especialistas da empresa analisaram campanhas de phishing relacionadas às Olimpíadas. Como resultado, foram encontrados, por exemplo, sites falsos desenvolvidos para roubar credenciais dos internautas.

Como principais disfarces, os golpistas variam entre a transmissão dos Jogos, venda de ingressos para competições que não teriam espectadores, brindes e até mesmo a primeira moeda virtual falsa dos Jogos Olímpicos.

Confira detalhes desses golpes online relacionados às Olimpíadas 2021

• Transmissão ao vivo

De acordo com a Kaspersky, com mais espectadores migrando dos estádios para o ambiente online, várias páginas de phishing foram criadas para oferecer a transmissão dos Jogos Olímpicos. Algumas solicitam um cadastro prévio para liberar a transmissão. Então, depois de o usuário inserir suas credenciais, ele é direcionado a uma página que tenta instalar um malware no dispositivo.

Além do dispositivo ser infectado, ocorre o roubo de informações pessoais, que são usadas em futuras fraudes ou vendidas no mercado ilegal.

• Ingressos Falsos

Apesar de este ano não haver público nos jogos, os fraudadores não deixaram de usar golpes “batidos” (mas, de alguma forma, ainda eficazes), como a venda de ingressos. A Kaspersky descobriu até sites que oferecem reembolso dos ingressos adquiridos, o que dá a falsa impressão de credibilidade.

• Páginas fake de entidades relacionadas aos Jogos Olímpicos

Algumas páginas de phishing são disfarçadas de sites oficiais das Olimpíadas. Um dos exemplos encontrados pela empresa de cibersegurança finge ser um site oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Outra página imita o Comitê Olímpico Internacional, visando coletar as credenciais corporativas da vítima.

• Brindes

Nenhum grande evento público está completo sem golpistas oferecendo brindes extremamente generosos. Para se ter uma ideia, os especialistas descobriram páginas de phishing oferecendo televisões, ou seja, o chamariz perfeito: um produto ideal para assistir aos Jogos Olímpicos.

Isso é bastante popular e, caso o internauta ganhe o prêmio, ele só precisará arcar com os custos de envio do produto. Não é preciso dizer que, obviamente, o televisor jamais chegará à casa da vítima.

• Falsa moeda virtual dos Jogos Olímpicos

Finalmente, o maior destaque: os pesquisadores da Kaspersky encontraram uma falsa moeda virtual do evento. Para convencer as pessoas a comprá-la, os golpistas dizem que a arrecadação apoiará os esportistas que estejam precisando de suporte financeiro.

“Os cibercriminosos sempre usam eventos esportivos populares como isca para ciberataques”, afirma Olga Svistiunova, especialista em segurança da Kaspersky. “Observamos que os fraudadores não têm limites quando se trata de criar formas de tirar proveito. Por exemplo, o phishing que vende uma moeda virtual dos Jogos Olímpicos mostra que os cibercriminosos não estão apenas falsificando as iscas já existentes, mas também estão criando ideias sofisticadas e criativas”.

Para se proteger contra phishing relacionado às Olimpíadas, os especialistas da Kaspersky recomendam:

• Sempre verificar os links antes de clicar. Passe o mouse sobre ele para visualizar o URL e procure erros de ortografia ou outras irregularidades;

• Verificar a autenticidade dos sites antes de inserir dados pessoais e use apenas as páginas oficiais para assistir aos Jogos Olímpicos. Além de verificar os formatos de URL, é importante se atentar a grafia do nome da empresa;

• Usar uma solução de segurança confiável, como Kaspersky Security Cloud, que identifica arquivos maliciosos e bloqueia sites de phishing.

via olhardigital.com.br