SEENS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
+55 (41) 3151-9551

Rede de fast food 100% robotizada chega ao Brasil

No atual cenário de pandemia, inúmeras iniciativas que evitam o risco de propagação do coronavírus vêm ganhando força no mercado. No Brasil, o Estado de São Paulo será pioneiro em oferecer uma rede de fast food totalmente robotizada, com atendimento e preparação de lanches sem intervenção humana.

Trata-se da Bionicook, que, após oito anos de pesquisa e desenvolvimento, chega com sua primeira loja robotizada no Aeroporto Internacional de Guarulhos na primeira quinzena de abril.

Funciona assim, o consumidor faz seu pedido por meio de uma tela digital touchscreen e, imediatamente após confirmado o pagamento, o robô inicia o preparo. São 18 opções de lanches – recebidos pela rede de fast food embalados e congelados – e 15 de bebidas.

Apesar da não intervenção humana no processo, o novo modelo de negócio gera uma gama de empregos em tarefas que só podem ser executadas por pessoas: fabricação dos lanches congelados, assistência técnica, reabastecimento, higienização da máquina e suporte 24 horas, por exemplo.

Como surgiu a ideia?

O conceito inicial da Bionicook, idealizado em 2014 pelo empresário gaúcho Fabio Rezler, foi operacionalizado no modelo convencional de atendimento, como todos os fast foods. No entanto, o executivo posteriormente viu a necessidade de oferecer algo surpreendente, uma experiência diferenciada ao consumidor.

Segundo ele, com o modelo de lojas próprias, agora os investidores têm perspectiva de ganhos entre seis e 10 vezes o valor inicial investido num prazo de cinco anos.

“Trabalhamos duro para fazer a Bionicook atingir todos os níveis de excelência de um grande negócio. Especialmente agora em tempos de pandemia e atendendo às recomendações de segurança por conta do novo coronavírus. A Bionicook tornou-se uma opção de lanche ideal para locais de alto fluxo de pessoas”, comenta Rezler.

via olhardigital.com.br